rocketseat-docs-rn

Linux

Capa

Dependências

Para configurar o ambiente Android no Linux, iremos realizar 4 instalações principais:

  • Node.js 14 (LTS);
  • Yarn 1;
  • JDK 11 (LTS);
  • Android Studio e dependências.

Não será realizada a instalação global do react-native-cli pois ela tem causado erros. Para criar e executar nossos projetos React Native, utilizaremos os comandos via npx

Ubuntu (Debian)

Instalando cURL

Certifique-se que você tenha o cURL instalado executando o seguinte comando no terminal:

sudo apt-get install curl

Instalando Node.js 14 (LTS)

Nesse tutorial, iremos ensinar como instalar o Node.js 14 (LTS) diretamente utilizando o cURL. Caso queira usar um package manager, você poder utilizar o nvm.

Agora com o cURL instalado, vamos instalar o Node.js 14 (LTS) utilizando os seguintes comandos:

Se você já tiver o Node.js instalado em sua máquina, certifique-se que sua versão é a 12 ou mais recente.

# Usando Ubuntu
curl -sL https://deb.nodesource.com/setup_14.x | sudo -E bash -
sudo apt-get install -y nodejs
# Usando Debian, como root
curl -sL https://deb.nodesource.com/setup_14.x | bash -
apt-get install -y nodejs

Após a instalação, verifique se ela foi realizada com sucesso com os comandos (execute um de cada vez):

node -v
npm -v

Instalando Yarn 1

Execute o comando para instalar o Yarn:

sudo npm install --global yarn

Após a instalação, verifique se ela foi realizada com sucesso com o comando:

yarn -v

Instalando JDK 11 (Java Development Kit)

Agora precisamos instalar a JDK (Java Development Kit) na versão 11 (LTS mais recente) com o seguinte comando:

Se você já tiver o JDK instalado em sua máquina, certifique-se que sua versão seja a 8 ou mais recente.

sudo add-apt-repository ppa:openjdk-r/ppa
sudo apt-get update
sudo apt-get install openjdk-11-jdk

A versão 11 do JDK não é obrigatória, mas é a que recomendamos, visto que a 8 é a próxima versão a ser depreciada e a 15 não é LTS e apresenta problemas.

Podemos testar a instalação do JDK com o seguinte comando:

java -version

Caso possua outras versões do java, pode selecionar a versão 11 como padrão usando o comando:

sudo update-alternatives --config java

Arch Linux

Instalando Node.js 14 (LTS) e npm

Vamos instalar o Node.js 14 (LTS), npm e Yarn 1 utilizando o seguintes comando:

Se você já tiver o Node.js instalado em sua máquina, certifique-se que sua versão é a 12 ou mais recente.

sudo pacman -S nodejs-lts-fermium npm

Após a instalação, verifique se ela foi realizada com sucesso com os comandos:

node -v
npm -v

Instalando Yarn 1

Execute o comando para instalar o Yarn:

sudo npm install --global yarn

Após a instalação, verifique se ela foi realizada com sucesso com o comando:

yarn -v

Instalando JDK 11 (LTS)

Agora precisamos instalar a JDK (Java Development Kit) na versão 11 (LTS mais recente) com o seguinte comando:

Se você já tiver o JDK instalado em sua máquina, certifique-se que sua versão seja a 8 ou mais recente.

sudo pacman -S jdk11-openjdk

A versão 11 do JDK não é obrigatória, mas é a que recomendamos, visto que a 8 é a próxima versão a ser depreciada e a 15 não é LTS e apresenta problemas.

E por fim setar a versão 11 como padrão com o seguinte comando:

archlinux-java set java-11-openjdk

Preparativos Android Studio

Android

Crie uma pasta em um local desejado para instalação da SDK. Ex: ~/Android/Sdk

Anote esse caminho para ser utilizado posteriormente

Anote também o endereço de instalação do JDK 11. Exemplo:

/usr/lib/jvm/java-11-openjdk-amd64

Caso não tenha certeza do caminho, busque na pasta /usr/lib/jvm/ pela pasta referente ao JDK 11, que provavelmente iniciará com java-11.

Com esses caminhos, precisamos configurar algumas variáveis ambiente em nosso sistema. Procure pelo primeiro dos seguintes arquivos existentes no seu sistema: ~/.zshrc ou ~/.bashrc, e adicione essas seis linhas no arquivo (de preferência no início):

Se nenhum desses arquivos existir, crie o ~/.bashrc caso utilize o Shell padrão ou ~/.zshrc caso utilize o ZSH.

export JAVA_HOME=CAMINHO_ANOTADO_COM_SUA_VERSÃO
export ANDROID_HOME=~/Android/Sdk
export PATH=$PATH:$ANDROID_HOME/emulator
export PATH=$PATH:$ANDROID_HOME/tools
export PATH=$PATH:$ANDROID_HOME/tools/bin
export PATH=$PATH:$ANDROID_HOME/platform-tools

Não esqueça de substituir o valor na linha JAVA_HOME pelo caminho que você anotou anteriormente. Além disso, caso esteja utilizando uma pasta diferente para a SDK do Android, altere acima.

Instalando Android Studio

Acesse a página do Android Studio e clique no botão Download Android Studio.

Vá até a pasta de download e abra o arquivo tar.gz.

Esse arquivo deve possuir uma pasta android-studio dentro. Extraia essa pasta em um local de preferência (Ex.: ~/).

Após a extração, adicione a seguinte variável ambiente no seu sistema:

export PATH=$PATH:~/android-studio/bin

A adição desse caminho possibilita a execução do Android Studio diretamente pelo terminal com o comando studio.sh. Caso tenha extraído em uma pasta diferente ou alterado o nome da pasta, ajuste o path acima para o que você utilizou.

Agora, abra o terminal (reinicie se já estiver aberto) e execute o seguinte comando:

studio.sh

Configurando Android Studio

A primeira janela a ser apresentada deve ser perguntando sobre a importação de configurações de outro Android Studio. Selecione a opção Do not import settings e clique em OK.

Após o carregamento terminar, deve aparecer uma página de Welcome. Clique em Next.

Na sequência, será pedido o tipo de instalação. Escolha a opção Custom e clique em Next.

Nesse momento, será pedido para escolher a localização do pacote JDK instalado. Clique em ⬇ e verifique se a opção JAVA_HOME está apontando para a JDK 11. Se sim, escolha e Clique em Next. Caso contrário, clique no no botão ... e escolha a JDK 11 (você pode inclusive utilizar o caminho anotado no passo anterior para te ajudar).

JDK Location

Em seguida, será perguntado sobre qual tema será utilizado. Escolha o que preferir e clique em Next

Chegamos na etapa mais importante do processo, a instalação da SDK. A janela apresentará algumas opções, marque todas.

SDK Location

A opção Performance (Intel ® HAXM) não irá aparecer na instalação linux.

  • SDK é o pacote que vai possibilitar que sua aplicação React Native faça o build. Por padrão, ele instala a última SDK estável;
  • O Android Virtual Device vai criar um emulador padrão pronto para execução.

Um fator essencial nessa etapa é o caminho de instalação da SDK. Utilize a pasta que você criou na seção Preparativos para o Android Studio (Ex.: ~/Android/Sdk). Não utilize espaços ou caracteres especiais pois causará erros mais para frente.

Se tudo estiver correto, clique em Next.

Na sequência, temos uma janela avisando sobre a possibilidade de executar o Emulador com melhor performance usando o KVM (Kernel-mode Virtual Machine). Essa etapa não irá aparecer para todos pois nem todo computador é compatível com esse recurso. Caso tenha interesse em instalar essa ferramenta, será ensinado como ao final dessa página. Finalizada essa etapa, clique em Next.

Em seguida, será apresentada uma janela com um resumo de todas as opções escolhidas até aqui. Verifique se está tudo certo, principalmente os caminhos da SDK e do JDK. Clique em Finish.

Por fim, será realizada a instalação das configurações selecionadas. Quando o programa terminar, clique em Finish.

KVM (Extra)

Caso o seu Android Studio tenha acusado a possibilidade de instalar o KVM e você pretende executar sua aplicação React Native no Emulador, pode prosseguir com esse tutorial. Caso contrário, pode pular para o próximo

Para instalar o KVM, o processo é bem simples. Em sistemas Ubuntu/Debian e Linux Minti, instale o KVM executando o comando:

sudo apt install qemu-kvm

Em seguida, adicione o seu usuário no grupo do KVM:

sudo adduser $USER kvm

Por fim, reinicie (ou deslogue e log novamente) o sistema e execute o comando:

grep kvm /etc/group

Se o resultado for algo semelhante a:

kvm:x:NUMERO_QUALQUER:SEU_USUARIO

O kvm está instalado corretamente e pronto para uso.

Emulador

Com o Android Studio, é possível configurar um emulador Android e executar a sua aplicação nele.

Porém, esses emuladores consomem bastante recursos do seu computador. Por isso, se você possui um dispositivo físico Android e sua máquina tenha configurações modestas (ex.: ⬇ i3, ⬇ 4gb RAM), é recomendado executar a aplicação diretamente no dispositivo físico.

Para aprender a configurar o seu emulador no Android Studio e executar a sua aplicação React Native nele, clique aqui

Dispositivo Físico

Caso você tenha um dispositivo físico Android, também é possível executar a aplicação diretamente nele. Caso tenha interesse em configurar essa etapa, clique aqui

Edit this page on GitHub